O que é Correia de Transmissão? Quais os tipos?

correia-de-transmissao

Se você tem dúvidas sobre Correia de Transmissão, como: O que ela é; Como é sua estrutura; Quais são os principais tipos e aplicação;

Neste artigo vamos responder essas questões.

Então aproveite nosso conteúdo, leia até o final e tire suas dúvidas sobre a Correia de Transmissão.

O que é Correia de Transmissão?

As correias são discos de fricção e dependem do atrito entre elas e as polias, que por sua vez são itens cilíndricos que se movimentam na rotação do eixo do motor e também pelas correias, para transmitir energia. Em termos de estrutura e características, as Correias de Transmissão são definidas como cintas de material flexível, pelo fato de serem feitas de camadas de lonas e borrachas vulcanizadas, plástico de engenharia (Poliuretano, PVC, Nylon, entre outros) ou cordonéis de fibra de vidro. 

Quando a máquina tem a correia ideal, como resultado sua vida útil aumenta e seu rendimento fica mais eficaz.

Qual a Função da Correia de Transmissão?

As Correias de Transmissão tem a principal função de transferir potência entre o motor e o eixo. Na indústria de alimentos é utilizada a Correias Para Moinhos, transferindo a potência nos bancos de cilindro.

Sendo assim a correia de transmissão é responsável por conduzir a potência pelo acionamento do motor, fazendo o equipamento começar a funcionar.

Contudo, é importante saber qual a correia ideal para seu equipamento, afinal, estas correias de transmissão tem diferentes tamanhos, modelos, potências, movimentos e características.

Principais tipos de Correia de Transmissão

Hoje existem muitos tipos de correias de transmissão e cada uma possui seus atributos, mas tem dois principais modelos;

1 — Correia sincronizada (também conhecida como correia sincronizadora);

2 — Correias em V;

Quais os benefícios de usar uma Correia de Transmissão?

  • As correias são resistentes a atritos e forças, sendo assim, reduzem os choques mecânicos o que reduz os desgastes e amplia a vida útil;
  • Reduz os ruídos do maquinário;
  • São eficientes em tarefas de alta escala, como resultado é um equipamento muito produtivo;
  • Tem baixo custo de conserva, além de não precisar de lubrificação;
  • São flexíveis e suportam sobrecarga;
  • Protegem o motor;
  • São constituídas por materiais como: borracha, tiras metálicas, couro e fibra de carbono;
  • Possui velocidade variável, consequentemente se adequa ao material transportado;
  • São versáteis, sendo usadas em carros, motos, indústria farmacêutica, elevadores, gráficas, setor alimentício, bombas de piscina, fábricas de cerâmica, variados motores, etc;

Correia sincronizada ou correia sincronizadora

Desse modo, correia sincronizada ou sincronizadora é um item eficaz na transmissão de energia. Ou seja, combina a vantagem de ser um componente mecânico e ao mesmo tempo flexível, envolvendo a polia por meio de flexão e não pela rotação de peças articuladas, como acontece nas correntes. Portanto reduz ou elimina dois fatores; o desgaste e o ruído – se comparado ao sistema de ação por corrente -.

Além disso, a correia sincronizada tem dentes que transmitem energia, assim evitando derrapagens.

Veja então que esta configuração resulta em ausência de deslizamento, permitindo uma condução de trabalho sincronizada. Podemos ver seu uso em trens de válvulas de motores de combustão interna que contam com a ação ativa de um inversor que, por sua vez, precisa ser sincronizado, e caso isso não aconteça, o pistão pode entrar em contato com outras peças e, eventualmente, danificar as válvulas.

Para garantir o funcionamento do maquinário, você deve conferir as condições das válvulas, por isso confira o conteúdo da CASA DAS VÁLVULAS de quando você deve substituir uma válvula industrial.

Vantagens da Correia Sincronizadora:

Os sistemas de transmissão por correia sincronizada se mostram robustos ao longo do tempo de vida do motor, em suma por causa do seu comportamento de baixo alongamento e pouca perda de atrito.

A seguir listamos as vantagens das correias sincronizadas:

  • Alta resistência, devido a sua forte borracha, como resultado tem baixa perda de atrito e maior vida útil
  • Não precisa de muita manutenção;
  • Ela sincroniza da forma exata do eixo, portanto garantindo resultado preciso;
  • Eliminação de derrapagem e perda de velocidade resultante comum às correias trapezoidais;
  • Baixa tensão na instalação ( tendo menos tensão nos eixos e rolamentos);
  • Fácil montagem e remoção, sendo assim facilita a substituição;
  • Efeitos positivos no consumo de combustível

Veja abaixo uma imagem da correia junto a duas polias:

 

Correia em V

Outro exemplo de correia de transmissão é a correia em V. Assim como as correias sincronizadas, elas trabalhão junto de polias, mas tem outros atributos. O primeiro é em sua estrutura, uma vez que é feita com secção transversal em forma de trapézio (de onde vem seu nome). Sendo assim é diferente da correia sincronizadora (que mantém uma base reta). Já o segundo é que o uso da correia em V é feito apenas na transmissão em árvores paralelas, como resultado, a cada volta da operação os cordonéis ficam sujeitos a cargas trativas variáveis.

A Correia em V é usada em motores que giram mais de duas polias em conjunto (às vezes até quatro), além de trabalhar com rotações entre 1000 e 7000 RPM, elas são construídas com material mais resistente que as correias sincronizadas. Este material tem que ser avaliado através do cálculo de dimensionamento da transmissão em “V”. Seu corpo é feito de compostos especiais de alta transmissão e eficiência (devido às suas características mecânicas), portanto permite o mínimo desgaste. Seus cabos de baixa elasticidade e alta resistência, garante a constância do comprimento ao longo de sua vida útil.

Algumas Vantagens:

  • Transmite potência de uma árvore à outra;
  • Baixo custo inicial, alto coeficiente de atrito e resistência ao desgaste;
  • Funcionamento silencioso (tendo uso em plantas industriais);
  • É flexível, elástica e funciona melhor em polias à grandes distâncias entre centros;
  • Possuí grande versatilidade, sendo assim possui muitos campos de aplicação;
  • Transmite grande quantidade de energia, dessa forma é muito usado em sistemas de transmissão de potência;
  • Fácil de se montar e fazer manutenção (disposição simples além de seu acoplamento e desacoplamento ser de fácil execução);
  • Ausência de lubrificantes;
  • Reduz o choque e a vibração devido à sua flexibilidade e ao material que condiciona uma melhor absorção de impacto, evitando sua propagação; 
  • Limita sobrecarga pela ação do deslizamento (pode funcionar como “fusível mecânico”);
  • Durabilidade, uma vez que projetada e instalada da maneira certa.

Desvantagens:

  • A transmissão desta correia pode ser afetada pela falta de atrito, pois a correia pode deslizar e, como resultado, não conduz a potência total. Sendo assim esta Correia possuí rendimento entre 0,96 a 0,98, afinal pela falta de atrito, pode apresentar escorregamento.

Veja abaixo um exemplo de correia em V em trabalho conjunto com três polias:

correia-de-transmissao

Para saber mais informações sobre Correias de Transmissão Ligue para (31) 3242-1212 ou (31) 99189-1052. Clique aqui e entre em contato por e-mail.

Na JW engenharia você encontra as melhores opções em correias de transmissão, acesse nosso catálogo e faça uma cotação.

 

Confira Nossos Catálogos de Correia!

Catálogo de Correias Sincronizadas

[button title=”Download” link=”https://jweng.com.br/wp-content/uploads/2018/12/JW_Engenharia_Tipos_de_correias_sincronizadas.pdf” color=”theme” font_color=””]

Catálogo de Correias em V 

[button title=”Download” link=”https://jweng.com.br/wp-content/uploads/2018/12/JW_Engenharia_Tipos_de_-correias_em_V.pdf” color=”theme” font_color=””]

Catálogo Megadyne

[button title=”Download” link=”https://jweng.com.br/wp-content/uploads/2018/12/JW_Engenharia_CATALOGO_MEGADYNE_2018.pdf” color=”theme” font_color=””]

Compartilhe essa publicação!

Nos siga nas redes sociais

Principais Produtos

Artigos mais populares

Baixe nossos Catálogos

Conheça nosso canal no Youtube

Aplicação de Bandagem Industrial TAPEGLASS - Reparo em vazamento de tubulação PEAD de 6" (realizado em 3 minutos).

Reproduzir vídeo sobre reparo rápido definitivo feito com bandagem industrial tapeglass

Comparativo do desempenho Nord-Lock com vários tipos de arruelas em teste Junker de Vibração.

Reproduzir vídeo sobre gráfico do teste junker em arruelas nord lock